Trevas: Campanha Épica – O poder por trás dos verdadeiramente poderosos

26 01 2012

Hoje iremos falar sobre um dos principais lançamentos de novembro/dezembro do ano passado e minha última aquisição, Trevas: Campanha Épica!

Eu tenho por opinião, e não escondo, que o conjunto Daemon/Trevas/Arkanun é a melhor obra de RPG criada no Brasil. E apesar de não possuir muitos dos livros deste RPG, eu fiquei empolgado com o objetivo preliminar do livro, “Regras para Campanhas Épicas dentro do Sistema Daemon. Arquimagos, Arquidemônios, Arcanjos, Dragões e Semideuses. Precisa falar mais?”, logo, juntei uma grana e comprei, e depois de poucos dias chegou livro, minhas impressões?

A princípio veio um pouco de decepção. Um livro de quase duzentas páginas poderia muito bem ser lançado em capa dura, mas não podemos reclamar muito, pois isto, a princípio, é inviável. Outros fatores que me frustram inicialmente foram a imagem da introdução e o design geral das páginas do livro. O primeiro caso é a imagem que supostamente representaria um relato de um jornalista na web, porém a imagem é apenas o texto emoldurado por um navegador, ou seja, uma pagina HTML em branco com um texto, poderiam ter criado como se fosse uma postagem de blog, ou para simplificar, o texto emoldurado por um editor de texto. O outro fator, o design das páginas, para um livro que expande o conteúdo dos livros de regras e cenário de daemon, eu esperava um design semelhante ao deles, principalmente quanto tenho o livro Trevas como um dos mais belos livros de RPG. Porém estas decepções são baseadas em expectativas desproporcionais, mas continuando, afinal eu não costumo fazer postagens somente para falar mal de algo.

Poderíamos perguntar “O que teria de bom o livro?”, simples, todo o restante! Podemos começar citando as imagens deslumbrantes que surpreendem em qualidade, muitas delas estão no mesmo nível em que imagens de outros livros da editora, e algumas até mesmo superam estas. E não são poucas imagens no livro, disponibilizarei apenas algumas que mais gostei, apenas como aperitivo.

O segundo acerto-crítico do livro foi os textos de ambientação da campanha épica no cenário, diferenciando o livro de simples “rulebooks” e em temas muito interessantes como Era Mítica, Guerra dos Deuses, Armageddon e Apocalipse, fornecendo plano de fundo excelente para as crônicas.

Regras. Elas não são o principal foco do sistema Daemon, porém sempre vem muito são bem vindas como opções. E as opções contidas neste livro são literalmente épicas! São expostas regras avançadas para  poderes de anjos, demônios, vampiros e outros seres poderosos do mundo, e a genial criação dos poderes sephiróticos, que consiste em poderes que manipulam os conceitos primordiais do universo. Além dos poderes especiais, foi abordada a expansão dos níveis de focus, sendo apresentados do nível seis até o trinta, apresentando exemplos de poderes para todos os caminhos, que podem proporcionar ao mago poder para alterar quilometros de terra conforme sua vontade.

E por fim, o tão comentado bestiário. Muito bom, contém uma diversidade superior aos livros principais de daemon, ao mesmo tempo em que o conteúdo disponibilizado oferece uma boa diversidade, contendo Dríade, Aparição, Valkíria e grandes governantes de Infernun, ou seja, os poderosos personagens dos jogadores  agora não são mais os mais poderosos.

Conclusão

O livro não é perfeito, ele tem pontos negativos, mas estes que são perfeitamente compreensíveis, uma vez que este é o primeiro livro publicado pelos autores, Hatalibio Almeida e Henrique Santos, e, até onde sei, eles não tiveram auxílio efetivo dos responsáveis pelo design dos livros do sistema Daemon.  E os pontos positivos, superam muito qualquer revés no conteúdo do livro. Posso dizer com certeza que o livro vale o preço cobrado, e é um valioso membro para qualquer jogo da linha Trevas/Arkanun. Corram! Logo acaba!

Outras Imagens:

.

.

.

.

.

.

Título: Trevas: Campanha Épica
Autores: Hatalibio Almeida e Henrique Santos
Segmento: RPG
Editora: Daemon Editora
Capa: Renata Bressan
1ª edição: 200 exemplares, 188 páginas
Preço: R$ 42,00

Venda realizada no site da editora Daemon.

Autor: Tom.

Narrador exigente, jogador desleixado, expectador empolgado e escritor preguiçoso :-). Desejo que possamos cooperar e compartilhar idéias e objetivos.

Anúncios

Ações

Information

5 responses

26 01 2012
Rafaelkain

Boa resenha, mas perdi a credibilidade quando você disse que o acabamento e arte do Trevas é uma das melhores que você já viu!

26 01 2012
Tom

Sim considero, pois não existe apenas um tipo de estilo, e o estilo aplicado é equivalente ao estilo base do RPG, ele caracteriza o livro, e fornece ao leitor um “clima” para a leitura. Mas também existem outros acabamentos que me agradam, como o Fogortten Realms 3-3.5, Pathfinder, Ravenloft, Storytelling, A Song of Ice and Fire entre outros, porém mesmo estes não podem ser considerados “melhores”, mas sim diferentes, pois suas artes são referentes a sua própria proposta de jogo, e, em minha opinião, mesmo sendo belos, nenhum dessas artes ficariam melhor em trevas do que sua própria.
Bom, se é seu gosto, ok, eu mesmo não gosto de tudo que vejo. xD

Abraços, Tom.
AMLG-RPG

26 01 2012
freebornbr

A premissa é mesmo interessante. Mas você não achou o preço um pouco salgado?

26 01 2012
Tom

Realmente, não posso negar, é um pouco salgado sim, mas esta é a realidade do mercado, e temos que lembrar que o livro está em sua primeira edição, talvez em edições futuras o preço possa abaixar. E outro fator a ser considerado é inexperiência dos autores, não pelo conteúdo do livro, mas pela confiança que a editora investe neles, a Editora Daemon ela tem uma proposta interessante para autores (Um autor que envie um livro pronto de rpg que tenha ligação com os livros da editora e boa qualidade, eles falam que pode ser publicado pela editora), porém ela lógicamente não irá investir muito em autores que não possuem o prestígio do público, e isso se reflete na tiragem, que no caso é a mínima, e também no preço, como a tiragem é baixa, o preço deve ser mais alto para colocar pelo menos um lucro mínimo para tentar satisfazer a editora e os autores.
E infelizmente, no hobby não é uma atividade barata, e mesmo assim, no brasil, quase não geral lucro, exceto pelas editoras “grandes”.

Abraços, Tom.
AMLG-RPG

27 01 2012
Rafaelkain

Sinceramente, a arte de Trevas se deve a arte do Gregorio que simplesmente entendeu todo o clima do jogo. As antigas artes do Rod Reis cagam o jogo de todo o jeito.

E infelismente, acho que esse seria o prior livro da linha Trevas. Já basta o mundo de superheroís que acabou sendo criado ao redor do mundo de trevas.

Gostou? Odiou? Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: